Temos ouvido muito falar sobre o filme Coringa que está em cartaz nos cinemas. Esta obra prima, como muitos falam, tem despertado opiniões acaloradas e dilemas, sejam pelos aspectos científicos ali apresentados ou pela interpretação magistral de Joaquin Phoenix. Para além da imagem do filme, podemos colaborar com algumas reflexões relacionadas aos aspectos científicos.

A arte do cinema pode nos levar a imaginar que o trauma na cabeça favoreceria o surgimento da Síndrome Pseudobulbar. Neste caso, a relação causal é pequena, mas nos faz questionar.
Se a causa das risadas são decorrência da Síndrome Pseudobulbar será interpretação pessoal de cada um. O que sabemos é que as situações sociais vividas pelo Coringa, a dificuldade das pessoas compreender este descontrole do riso (motivados por situações de estresse), as agressões recebidas por causa das risadas, reforça a criação do comportamento violento.

Para finalizar, ele é um Psicopata? A doença mental o tornou violento e agressivo? A Síndrome Pseudobulbar (risos incontroláveis) poderia ser a causa do comportamento antissocial? Iremos responder estas questões na parte 2 deste artigo.

Gostou deste artigo? Compartilhe! Somos uma clínica especializada em atenção à saúde mental e dependência química. Visite-nos nossas redes sociais ou entre em contato conosco, assim poderemos lhe orientar e ajudar na sua necessidade. Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *